Mensagens

Crónica do prisioneiro interdimensional

Imagem
E acenderam as fogueiras junto ao templo. As coordenadas de cada tição variava em relação a centro de gravidade da ruína. Umas mais perto, outra mais longe, algumas ardiam até nos esboroados terraços de pedra.
Na distância, o velho monumento afigurava-se a um sombrio monstro de fogo a emergir das trevas, prestes a devorar o mundo por inteiro.

Primeira aula grátis

Imagem
– Equinócio Mendes – apresentou-se, quando formavam a roda no centro da sala de dança. Jacinta, a professora, aquiesceu com a cabeça. Laura Lice, a namorada de Equinócio era a última a apresentar-se. A professora tomou o seu lugar no centro da sala– sol de que os seus alunos eram raios a espraiar-se ao ritmo da música de aquecimento. O problema veio a seguir. A professora juntou pares para ensaiar um tango. Equinócio engoliu em seco. – Me desculpe, mas eu e Laura Lice viemos juntos… – Não tem problema não, amor – riu Laura Lice. – Por que não variar um pouquinho? Jacinta hesitou. Não se apercebera que os dois brasileiros eram um casal. Antes de tomar uma decisão, a jovem tomara já o lado do parceiro indicado pela professora. Equinócio cantarolou a sua frustração na música, esforçando-se por sorrir à inesperada parceira. Com a voz grave, Jacinta foi indicando movimentos, corrigindo posições, mostrando passos. No final ensaiou-se a coreografia completa, premiada pela entusiasta ovação do grupo. – A…

O luto do luto

Imagem
- Estava bonita, não estava? - suspirou Rita.

- Ela adorava o vestido com as flores verdes. - concordou Rute com a cabeça. - Ficaria feliz em saber que o usaria por toda a eternidade.

As duas mulheres vestidas de preto estacaram diante da arcada da velha casa onde haviam crescido.

Rute apertou com força o braço de Rita.

- Se quiseres podes ficar connosco. - a voz tremeu-lhe, apesar de todos os esforços em soar casual e espontânea. - O Rui não se importava e os miúdos iam adorar ter-te por perto alguns dias.

Rita inclinou a cabeça para o lado oposto. Fê-lo de tal maneira que uma das lágrimas lhe tocou os lábios ressequidos e todo o sal do mundo lhe beijou a boca.

- Não. - abanou a cabeça, limpando discretamente a face. - Esta foi sempre a minha casa.

- Tens a certeza? Parece-me tão impossivelmente vazia...

- Esta é a única casa que conheço. Está cheia de memórias delas, minhas, tuas. Nunca me  sentirei sozinha ali dentro.

Deu um beijo na cara de Rute, soltando-se do aperto quente e hú…

São 7 litros de tinta impermanente, se faz favor

Imagem
Serei estas palavras, ou a folha virgem onde as ponderei escrever?

A tinta volteia e revolteia, descrevendo a louca órbita dos meus pensamentos.

Escrevo-me em dois mundos: o sonhado por mim e o sonhado por todos os outros.

O Perguntador

Imagem
Deus pergunta, o homem tenta encontrar respostas.

Claustrofonia

Imagem
Talvez possa dividir a alma em 7
...para ser os 7 dias da semana, os 7 chakras, as 7 cores do arco-íris, os 7 pecados mortais, as 7 virtudes, os 7 mares, as 7 notas musicais...
tantas parcelas quanto  a dissecação do Todo.

Não se olha para dentro com os olhos abertos

Imagem
"Estás a dormir?" Perguntou Tristão, ao sentir abrandar a respiração da rapariga.

"Não, estou a sonhar." Respondeu Isolda, espreguiçando-se com um sorriso.

"Qual é a diferença entre o sono e o sonho?" Admirou-se o rapaz.

"Um sonho é uma outra espécie de beijo." Encolheu os ombros a rapariga.

"É por isso que também beijas de olhos fechados?" Intrigou-se Tristão.

"Beijo de olhos fechados, porque quando te beijo, quero olhar para dentro de nós." Isolda abriu os olhos.